o teu nome


Vou gritar o teu nome...
vou gritar o meu nome...

Publicar um post com a foto de um beijo apaixonado, nosso, e em legenda dizer á quanto tempo espero pelo próximo.
Explicar-te que daqui não á distância e apesar da real, estás sempre perto.
Continuo sem saber se durmo contigo ou comigo... posso garantir-te que me deito e acordo, desde aquele beijo.
Quantas vezes tentei expulsar-te e negar o espaço que ocupas dentro de mim. Não sei...
Doía tanto a tua ausência e por breves momentos iludi-me que o espaço estava livre.
Episódios inesquecíveis, outros que queria esquecer, ainda assim o que sinto por ti nunca morreu, cresceu, transformou-se num sentimento adulto, maturo, do qual me orgulho e sei ser priviligiado por sentir.
Que faço eu deste amor?
Parei de resistir, aceitei que faz parte de mim e a dôr deu espaço a uma sensação de paz.
Não desapareceram as saudades nem a falta que me fazes, Amiga...
E agora? Não sei.
Não quero correr e tropeçar no tempo que cada um têm.
Sei que sou difícil de aturar, que a minha vida não inspira segurança e estabilidade e quem a procura fora de si foge de mim.

Tu sabes melhor que ninguém... 
O bom e o mau dentro de mim.

13 comentários:

Vício disse...

a pergunta é para a incongruente mas eu vou dizer-te para a viveres sendo TU!

Ignota disse...

Começar com "a pergunta é para a incongruente" seria repetitivo? :P

Ainda assim,... grita... grita, esperneia, expressa-te! Pega no que tens no mais fundo de ti, arranca-o e atira-o para fora... torna-te leve e observa o tesouro que tens nas mãos, que nasceu dentro de ti.

Na verdade: não faço ideia. Vou ver se Incongruente vem dar a solução milagrosa e aplicá-la-ei, adaptada, a mim.

Boas escritas!

Elsa disse...

ninguém poderá responder-te a isso... só tu saberás que caminho seguir, só tu!...
mas claro nada melhor que uma mão incongruente para te acompanhar na caminhada!...
jokas

Zé Manel disse...

Vício!!

Meu caro, obrigado pela visita.
É aprimeira vez que te vejo aqui!
Gosto muito do teu espaço, normalmente chego fora de contexto, acho hilariantes os desenvolvimentos que acontecem nos comentários...

Fico com a sensação que só leste a pergunta...
Parece-me este texto que agora reli muito meu...

Mas tens razão, a vida é para ser Minha!!!

Abraço

Zé Manel disse...

ignota,

É um berro, um pedido de ajuda!!!

Obrigado pela tua.
Preciosa!!!

Abraço

Zé Manel disse...

Elsa,

Eu sei que só eu...
E a ajuda espero que chegue....
"Incongruente" ou não!!!

Jokas e sorrisos

Elsa disse...

claro que vai chegar...
os amigos, "inconguentes" ou não, nunca nos abandonam..

como eu sempre digo, faz o que o coração mandar, a razão essa acaba sempre por ser a escolha errada (acho)...
são só palavras de quem nada sabe... e que muitas e muitas vezes faz a escolha errada...(o importante é aprender a lição!)

"Não desapareceram as saudades nem a falta que me fazes, Amiga... "

pois é nestas pequenas, ou tão grandes, coisas que sabemos sempre a escolha deve ser do coração´!...


um bjinho especial e sorrisos muitos!

Zé Manel disse...

Elsa,

Nunca tive hipótese, foi sempre o coração que mandou...
Sempre!!!

Um abraço enorme, especial e sorrisos...

Zé Manel disse...

Vício,

Custa imenso admitir.
A minha auto estima está pela hora da morte....

Percebi agora que a visita não foi a mim,,,
Enfim!! É a vida...

Abraço


ps: " So far so good ;) "

Zé Manel disse...

Incongruente,

Espero que o meu pedido de ajuda não te crie problemas...

Defenitivamente preciso controlar os meus impulsos.
Sou tão inconveniente !!!

Mas na "realidade" eu acho-te fantástica! Única...

um abraço apertado, um sorriso rasgado...

E um beijo

Incongruente disse...

Zé,

Antes de mais (tive fora e só regressei agora) um sincero pedido de desculpas pelo comentário, não me di a consequência de trocar as palavras de qum escreve de peito aberto. Desculpa.

O únco conselho que te posso dar, o mais sincero, o que mais me faz sentido a mim, com as vivências que tive e as atribulações do último ano e meio ( se te contasse, acredita que tb te espantarias e demorarias a assimilar a história) é apenas este: sê leal a ti próprio mas ouve o teu instinto, todas as análises são vítimas de valores pré-concebidos, o que o teu instinto te diz avalia inconscientemente tudo isso e de certeza, que não pondera apenas o sentimento mas também as circunstâncias e o bom senso. Ouve-te e age.

Nunca te coibas de me chamar a atenção, por favor.

Abraço e um reafirmado e sincero pedido de desculpas.

P.S. - o pior arrependimento (todos nós já lemos isto algures) é o de não ter feito, nunca o de ter feito algo menos bem.

Incongruente disse...

faz o que quiseres e como quiseres, mas amanhã quero ver-te sorrir, a vida é muito a descobrir, outro tanto a aprender e demais a viver. Acredita que em cada dia há sempre algo positivo, algo que nos faz sorrir, algo que nos faz pensr, algo que nos faz sentir vivos, procura esse momento que acontece todos os dias se tu permitires que aconteça acabarás por ver que não é só um mas que se vão sucedendo. Encara o dia de alma livre e sorri, sendou ou não cliché o positivismo atrai gente positiva, atrai outra visão das coisas e de nós próprios. Os elogios agradecem-se e agradeço mas todos nós somos únicos, a vitória é tornar-mo-nos importantes em coração alheio e morarmos lá ainda que nas recordações, dos amigos , dos amores, dos familiares.

Entre pessoas constroem-se pontes, não foste, absolutamente, nada inconveniente. Leste o que escrevi ali ao lado: a frontalidade é,e será sempre um dos meus defeitos logo dir-te-ei sempre sinceramente o que penso.

Sorri, vê e ouve: http://youtube.com/watch?v=i35WRFDcKGo

S. disse...

Doem-me tantos estes desencontros...que fazemos deste amor?
Bjo*