sem ver, sem ouvir


Neste tempo que não queria meu
Nosso, sem ter, mas ser
Continuo a crescer
Ciente que contigo seria mais doce
Mas daí não vir acréscimo
Ao que cresce hoje vindo do tempo
Duma doçura que não se repete.

Queiras ou não comigo
Não pára de crescer
Quando te ouço sem te ouvir
Procuras em mim
O que em ti sempre vi
E na dôr repetida
Procuras
Sem ver, sem ouvir

2 comentários:

inBluesY disse...

(muito bonito)
muito, de facto.

Zé Manel disse...

Inbluesy,

Mas triste...
E agora não me apetece sentir tristeza.

...