A menina dança?


Queria dançar contigo.
Pouco o fiz
Dança comigo agora
Como se hoje fosse a primeira dança
E p'ra ti corro, quase esqueço que é dançar
Tropeço em mim que tu és séria e longe e eu tão perto
Nunca de mais...
E da primeira dança que não foi sinto falta
Tu e eu erámos só
Dança então como quando só

Danças comigo?

As lágrimas secam por si!

2 comentários:

poca disse...

inevitável pensar na história que fará alguém escrever assim... sentir assim...
inevitável o reconhecimento da escrita que sai verdadeira...
inevitável por vezes lermo-nos nas palavras dos outros..

tanto amor desperdiçado..

zé manel disse...

É linda como todas as histórias de amor. Foi...
Um amor quase perfeito.

O amor nunca é desperdício...