e o tempo passou


Foi uma atitude perfeitamente desnecessária.
Inesperada, surpreendente!
Ela tratou-me mal. Eu senti-me mal tratado, desconsiderado.

Magoado...

Foi nessa dôr que prometi esquecer o que sinto.
Para isso pensei. Pensei muito. Estabeleci novas regras e rotinas.
Encaixotei e atirei ao lixo tudo que fosses Tu.
Proibi-me transitar em ruas específicas e até auto-estradas, pois sei que todos os caminhos e atalhos me levam a Ti.
Não atender sequer o telefone a quem Te vê ou fala contigo uma vez por mês.
Apaguei as fotos que tenho tuas, nua, linda. Da memória não consigo.
Virei para a parede os quadros onde insistes aparecer.
Sózinho, ás escondidas, espreito para te ver. Culpado.
Quando resisto pinto-te outra vez e finjo seres tu que me persegues...
E em todos continuas a colorir o branco da tela.

Consciente da minha decisão ser a mais acertada e única alternativa para pôr cobro a um amor não correspondido, sorri orgulhosamente da inesperada capacidade com que dei por extincto tal sentimento que há anos me perseguia.
Soubesse eu ser, afinal, tão simples!
Tantas lágrimas derramadas, tantas fúrias encarceradas, tantos beijos abraçados que não Te dei.

Enchi o coração de indiferença, esforçada, eficiente, passei na estação de serviço e esgotei o gelo.
Assim armado, gelado a arder por dentro, enfrentei o tempo.
O tempo passou e não há nada como o tempo.
Já o tempo completara três infindáveis dezenas de horas, a alma e o corpo doridos de tamanho esforço, quando súbitamente, sou invadido por um pensamento implacável que se recusa abandonar-me apesar de o combater com argumentos de inegável consistência.

Como é que Tu estás?
Sei que não é comigo que queres, mas para me sentir em paz preciso, egoísta, saber-te feliz e em paz, comigo, também.
É insuportável a dôr de Te imaginar infeliz e ser eu o responsável atormenta-me, prolonga as noites infindáveis onde, só, me atrevo viver, cola-as aos dias onde não encontro motivos para justificar o desconfortável brilho que o nada festeja.

Eu amo-Te.
Ainda que longe de mim quero que a vida te traga dias cheios, brilhes, que o mundo sinta essa Tua energia vibrante, contagiante e sorria ao ver o Teu, pois só assim, também eu o poderei, ainda que invisível, sentir.
Cá dentro... Sempre.
Só sei que sinto este sentir invadir-me, que é grande e de uma beleza única.

Desculpa-me. Eu não percebo nada do Amor.

31 comentários:

http://velucia.blogs.sapo.pt disse...

Gosto do que escreves e o que faz.
Só não sei como adiconá-lo.

HarryHaller disse...

Esse sentimento é lindo, mas um sentimento tão grandioso pela sua nobreza, justifica uma demanda pela correspondência. Tenho como certo, que só se deve amar quem merece.

Gosto de ler-te

Fernando- nickname:Lobo das Estepes

Narrador disse...

"
Ainda que longe de mim quero que a vida te traga dias cheios, brilhes, que o mundo sinta essa Tua energia vibrante, contagiante e sorria ao ver o Teu, pois só assim, também eu o poderei, ainda que invisível, sentir.
Cá dentro... Sempre"

E sim.Penso que é Amor. Mesmo que se ergam muros, o sol entrará sempre...do alto. Penso que sim. É Amor. E tu Zé, sabes que o é...

A vida devolve-te tudo o que desejas para ela...E a prova disso, é o quadro que conseguiste pintar, e "partilhar" assim, desta forma connosco.

Um abraço!

ivone disse...

faz lembrar chagall...

KI disse...

Gosto do q escreves pq o fazes diferente dos demais, porque gosto assim. Um texto sentido e consentido mas de um adeus a um amor mal resolvido ou apenas a minha interpretação. Alguém que mora em ti e de ti faz parte inequivocamente.

Só faz sentido o Amor qd nos sente feliz.

Beijos.

Blue Eyes disse...

É das piores coisas que podemos sentir. Um amor verdadeiro a perder-se pelo ralo do esgoto.
E eu também começo a não perceber nada do amor.

Um abraço

Café com Natas disse...

Olá Zé Manel
Gostei desta tua consciencialização... Não é fácil, mas o Amar é desejar que o outro esteja bem, acima de tudo.
tu percebes muito do amor e por isso consegues sentir essa paz que te invade.
Fico contente por ti.
Beijinhos

Afrodite disse...

Há uma frase que gosto muito...não tão poética quanto o que escreves mas pode ser que ajude "amar e não ser amado é como limpar o rabo sem ter cagado". :) eu sei eu sei, é feio mas é verdadeiro...pessoalmente só concebo o amor se for correspondido, já basta doer quando o é...doer sem o ser não faz sentido. Tantas possibilidades que há neste mundo...para quê perder tempo com quem não nos dá valor e amor??? Como eu costumo dizer, só doi nos 3 primeiros dias, depois passa ;). A vida é linda..basta vive-la o melhor possível, sem nos agarrarmos ao que nos faz mal e que não nos acrescenta nada. Digo eu digo eu...desculpa intrometer-me...nem sei se o que escreveste é sobre a tua pessoa ou não ;).

Abreijinhos e se fores tu o detentor desse tamanho amor...epa...força...upa e segue caminho...há ai tanta pessoa sedenta de o receber que não vale a pena desperdiça-lo com quem não dá o valor devido. :)

P.S. - Adorei a escrita, adorei a pintura :). Tanto amor que ai vai :).

inBluesY disse...

o mundo avança, sempre, nós é que não damos conta. agora apagar fotos ..... !!!

[*]

S. disse...

...não percebes tu de outra coisa...

parece simples...não é, de todo...e por isso rebentou em ti a pergunta e a necessidade da resposta.

Também as tuas palavras me deixam um sorriso pela convergência que lhes noto com o que também eu sinto :)

Elsa disse...

por vezes o recomeçar impõe-se, mesmo que faça doer, que se ame para sempre, não é?

tenho andado ausente... mas vou ler-te!..

sorrisos meus

Maria João disse...

Ó meu amigo zé Manel!Você é, realmente, um Escritor! E a sua pintura faz lembrar Chagall! Penso que o poetaporkedeusker ficou mais pobre por não lhe ter deixado, há mais tempo, umas palavras!
Nunca consegui adicionar à minha lista de amigos um blog que não fosse do sapo... é que eu sou mesmo uma analfabeta informática...
Vou tentar. Se não conseguir... fica a intenção.
E eu concordo plenamente consigo! "Só a loucura consegue, sem medo, dizer a verdade". Por isso gosto de assumir a minha loucura...

Maria João/poetaporkedeusker

A disse...

Pintura naif. gira. aguarela(?)

Isso das fotografias em que Ela aparece nua deitadas fora... é melhor assim. faz lembrar a reportagem de ontem da Sic.

Quando acaba uma relação é o mehor, para que a vingança mesquinha não se faça valer dessas imagens. e não arraste memórias desnecessárias.

É insuportável a dôr de Te imaginar infeliz e ser eu o responsável atormenta-me, prolonga as noites infindáveis onde, só, me atrevo viver, cola-as aos dias onde não encontro motivos para justificar o desconfortável brilho que o nada festeja.

gostei disto.

Obrigada pela visita. adicionado.

zm disse...

Velucia,

Obrigado pelas suas palavras tão simpáticas.

Gostava de a poder ajudar, mas não faço ideia como.

Bom fim de semana

zm disse...

Fernando,

Estou totalmente de acordo contigo.
Mas, há razões que a razão desconhece...
Era assim que ele dizia?

Grande abraço

:)

zm disse...

Narrador,

Começo por te dar um abraço.
Agradeço as tuas palavras e espero que tenhas razão.

Agora quanto ao amor, "só sei que nada sei"

Qual é o prazo limite das devoluções? :) :)

Meu amigo,
Venha lá outro abraço!!

zm disse...

Ivone,

Uauu!!!
Isso é um elogio...

Obrigado

zm disse...

KI,

Seria um hipócrita se negasse o quanto gosto de que gostes de aqui vires, do orgulho que sinto pela atenção e as palavras que aqui, sempre tão acertivas, deixas.
Estão ali em baixo palavras de uma Senhora por quem tenho uma especial admiração e aqui vem pela primeira vez, as que lhe dirigir aplicam-se também a Ti.

Interpretação correcta. Os meus amores ficam para sempre. Cá dentro. Inequivocamente.
Ou não seriam amores...

beijos

zm disse...

Blue Eyes,

Outras, boas, virão.
E quem percebe?

Grande abraço

zm disse...

Café com Natas,

Não percebo nada!
Mas é verdade, tenho alguma paz.
Só por isso sinto-me um previligiado.
E por pessoas como Tu aqui virem!
Obrigado

Beijinho

zm disse...

Afrodite,

Minha querida eu não sou poeta nem escritor, deixo que as palavras escorram, talvez porque há muito não me importa o que pensem de mim me achem graça...
Por aqui, que me lembre sou só eu...

Diz-me Tu como é possivel duma boca tão bonita sair uma frase tão feia??? : ) : ) : )

A vida aqui dentro tem tempos sobre os quais não tenho poder... e só um desperdício se o podes dar.

Obrigado pelas tuas palavras, honestas, bonitas!

Abreijos Boca Linda

zm disse...

Inbluesy,

É verdade, tens razão...
Não espera nunca por nós!

E há alturas em que apago, rasgo, queimo, desespero e quase sempre me arrependo.
Sem saber ou dar conta, repito. Arrependo...

Sou tão desiquilibrado!
No entanto, não tanto como ontem.

|*| Para Ti também

zm disse...

S.,

Não percebo, mesmo!!
Caso contrário não estava sózinho há tanto...
Não é?

Mas fico feliz por te levar um sorriso...
Sabes que te visito sempre, gosto muito, surpreendo-me ainda com a emoção e os sentimentos que transportam as tuas palavras...

A convergência é real. Evidente!

Obrigado :)

zm disse...

Elsa,

Bem aparecida!!

É inevitável, como dizes.
Não desapareças...

Sorrisos : )

zm disse...

Maria João,

Ó minha amiga Maria João,
| hum... Sabe bem escrever isto! Melhor? Vê-la aqui! |

Ó minha amiga Maria João, eu não sou escritor nem nunca tive pretensões de o ser.
o meu ego incha perigosamente, admito por momentos quase me enganar e até eu acreditar.
Não é verdade. Limito-me a juntar umas palavras que por vezes parecem bem, saiem.
Repito-me, não é falsa modéstia é consciência de que por trás das suas e das de mais alguns que aki conheci existe óbviamente uma consistência inexistente nas minhas.

Sou louco, admito,mas disso todos temos um pouco!!

Muito obrigado pela visita e pelas suas palavras.

Abraço

zm disse...

A.,

Acrílico sobre tela, 1,5mx1m, no cavalete, inacabada...
Fico contente que gostes, estou a preparar uma exposição, a primeira. Estou um baldas, apetece mais escrever e assim a encurto o tempo... Pressão. crio a minha própria pressão. Louco!

obrigado pela tua visita e fico muito contente por gostares.
Eu gosto das que te faço.

Abraço

KI disse...

Olá,

Às duas meninas que perguntaram n é possível adicionar um blog da blogspot ao perfil do sapo, só mesmo pegando no link do blog em questão adicionando-os aos favoritos do pc, ou dos links do blog ou ainda escrevê-lo em papel lol o que se revela mais infrutífero e maçador.

Ah o menino é pintor tb. Escreve duma forma diferente sim e muito bem escrito e sentido.

Revela-se um maior equílibrio ultimamente, talvez um estar mais reconfortante perante a vida.

Um abraço e beijos.

Bom fim de semana.


P.S. - Fazes-me cada comentário que nem sei que responder :) A história em síntese de César e Cleópatra está publicada mas o que gosto mesmo é de ouvir os Gotan. Gostas?

zm disse...

Á menina que está a fazer a análise pergunto então onde pára a "cadeira longa"?

Já agora, fico confortável...

: )

ps 1: Desde sempre fã dos Gotan. Enchem-me a alma. Dançar contigo colava-me um sorriso lindo.
ps 2: Já li a síntese. Uuupssss!! Outra vez??!!

zm disse...

Qual o comentário que não sabes o que responder?

Allôoo... Ki??

KI disse...

Olá,

Análise? Naaa se vires tu admitiste-o aqui nos comentários e eu só me limitei a concordar: "Sou tão desiquilibrado!
No entanto, não tanto como ontem."

Mas assumo q tenho a mania de traçar perfiis e tentar perceber as pessoas. A "cadeira longa" lol

Nenhum comentário em particular, sorrio com eles, o q n implica ligeiras dificuldades em responder-te, só isso :)


Fã dos Gotan? Uau já temos uma coisa em comum, e dos Queen?
Dançar, é bom dançar mas ao som dos Gotan é mais inventar e seguir a vibração da música.

Beijos (ahahahah agora és tu q n mandas beijos!)

zm disse...

Ki,

Parece-me bem!!
Então?
Dança-mos ao som dos Gotan?

Bom dia
Beijo

ps: e dos Queen também...