de|s|encontros


Mais um dia que findou.

É, esperando que os seus súbditos não lhe tenham provocado grandes incómodos e problemas, que os seus Pares se tenham comportado á altura e que as aflições da bolsa não tenha repercussões drámaticas nos seus domínios, humildemente e com o respeito devido que lhe envio estas palavras.

Foi com saudades de ouvir essa voz, em que reconheço nos breves contactos estabelecidos nos ultimos tempos, mas que ainda assim de uma importância singular para este seu amigo, uma alegria e uma energia tão bonita e contagiante condizente com a sua pessoa e que por nenhum motivo a deveria abandonar, que peguei mais uma vez no telefone para a contactar e logo constatei não serem já horas decentes de tal atrevimento.

Esperando que quem indecentemente controla a informação que por aí chega não tenha acesso a estas palavras e que as próximas não lhe causem agruras, aí vão:

Lembro ter episódios de uma novela para te contar, que entretanto perderam importância devido a outros que provávelmente já não lembro também.

Enfim...

12 comentários:

KI disse...

Porque a sentir.Saudades.

Black Kittie disse...

Olá

adorei o teu blog :)

Jinho

Laura disse...

Coltrane? Hummm...
Já valeu a pena!
Parabéns pelo blog :)
Beijos jazzísticos

~pi disse...

floresta de

nós:

cegos

nós



~

ivone disse...

em fim


seguem_se os próximos episódios de que não se lembra o que se queria contar

zm disse...

Ki,

Sim...

zm disse...

black kittie,

Olá, obrigado e bem vinda

bjs

zm disse...

Laura,

Obrigado, parabéns pelo Teu!!

Beijos


ps. Donald Fagen, fabuloso e também vi lá...

: )

zm disse...

~pi,

Cegueira dos dias...

zm disse...

ivone,


Triste.
Enfim...

Laura disse...

Quem me fala de Donald Fagen, é meu amigo! :)
Beijos ... nightfly...

zm disse...

Laura,

E Mac!!!

Oh minha amiga!!!


Beijos