|in|pressão


É uma sensação que reconheço há muito, se fosse "gaja" diria que se trata de sexto sentido, então chamo-lhe "feelling".
Em termos emocionais daqueles anos não havia histórias para contar, tinha-me obrigado a só trabalhar e todo o meu tempo livre dedicava-o áqueles em que a confiança é inabalável e como tal sentia-me seguro naquela rotina pré-estabelecida até ao momento que aquela |im|pressão insistente fez questão de se intrometer descaradamente no meu dia e claramente com a intenção de não me abandonar. Assim foi durante meses confirmou-se o agoiro e mesmo onde nada poderia correr mal, correu desastrosamente.
Tinha já dois cortes na cara e foi ao terceiro que parei surpreendido pelo sangue que escorria misturado no branco da espuma.  Examinei minuciosamente a lãmina e ainda que não encontrasse qualquer anomalia coloquei uma nova e dei uso á milagrosa pedra que já o meu Pai usava para estancar o sangue quando reparei naquele sorriso que me alterava as feições e por isso massacradas. Depois de alguns minutos de atenta observação concluí que o aparecimento daquele fenómeno só podia ser possível devido á mudança do local onde a |im|pressão se fazia sentir e também responsável pela boa disposição que ainda estranhava e só agora realmente constatava.
Fico com a |in|pressão que agora tudo vai correr bem.

15 comentários:

Green Tea disse...

assim espero...

espero que não tenhamos de ser animais cronicamente tristes

inBluesY disse...

essas pedritas eram fantásticas, pq tb eram usadas em outros cortes, fizeste me recordar minha avó e bisavó :)

KI disse...

Nunca corre tudo bem a vida é um carrossel. Mas se assim não fosse vivíamos na monotonia.

Beijo.


P.S.- Não esperava a resposta ali...

zm disse...

Ki,

Não foi uma resposta.
Foi um obrigado. Só.

A resposta respeitará os métodos usuais...

Beijo : )

KI disse...

Sorry it's all that I can say.

Kiss :)

O Árabe disse...

E quantas vezes, amigo, as impressões dão novo rumo as nossas vidas!... :) Meu abraço.

Blue Eyes disse...

Alguns cortes deixam-nos cicatrizes para o resto da vida. Boas ou más, teremos que viver com elas!

Abraço

zm disse...

Green Tea,

Não é suposto, pois não?
Há que existir um equilibrio.

Digo eu!

zm disse...

Inbluesy,

São fantásticas!!
Eu ainda uso.

zm disse...

Árabe,

Quando acreditamos nelas. Sempre.

Abraço

zm disse...

Blue eyes,

Mas aprendemos e crescemos.

Abraço

Carla disse...

que essa (im)pressão se concretize...
...que se torne certeza e um sorriso
beijos

MARIA MERCEDES disse...

Finalmente, é quase sempre uma (im)pressão concretizada. Neste caso com a ajuda da velha pedra milagrosa!

beijinhos

zm disse...

Carla,

Se cá dentro acredito. então tudo é possivel!
Sonhos, sonhos... venham ver a luz do dia.

Obrigado
Beijos e abraço

zm disse...

Maria Mercedes,

O teu nome é lindo!
O que escreves fabuloso!

E não, não estive a brincar com a pedra mágica...

Olhos de b. : )
Beijinhos